Agência UFC

Ciências

Transporte de aves ganha método mais eficiente

A ideia de pesquisa desenvolvida na UFC é reduzir mortes durante o transporte, causadas principalmente por conta do calor

O Brasil é o maior exportador de carne de frango do mundo e o segundo maior produtor. Estima-se que o consumo anual por pessoa é de 41 quilos. Porém, esse mercado enfrenta um problema, a morte das aves transportadas, principalmente por conta do calor gerado pelo sistema de transporte, com o empilhamento de caixotes, causando abafamento.

Pesquisadores do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Ceará propõem uma solução para isso. A ideia é utilizar suportes entre os caixotes para criar espécies de corredores de ar, garantindo melhor refrigeração para o centro da pilha, local mais afetado pelo calor por estar distante das bordas e ter menos circulação de ar.

Veja a história completa na reportagem da UFC TV.

Agência UFC 3 de maio de 2018

Assuntos relacionados

Imagem área da Avenida Aguanambi, em Fortaleza Inverno ou verão? Como a época do ano impacta a poluição do ar em Fortaleza

Pesquisadores da UFC analisaram a qualidade do ar de Fortaleza e avaliaram como o período do ano interfere nas concentrações de poluentes

Cápsulas de LCC em cor negra (Foto: Viktor Braga/UFC) Líquido da casca da castanha-de-caju: aplicações vão da tecnologia ao tratamento de doenças

Constituintes do LCC são usados no desenvolvimento de sensores e dispositivos eletroquímicos e ainda no combate à leishmaniose e à dengue; veja na segunda reportagem sobre o líquido

Mão segurando dois camarões (Foto: Jr. Panela/UFC) Alternativas mais baratas de rações para camarão

Pesquisadores do Labomar produziram ração de origem vegetal, reduzindo custos para fabricantes do alimento e produtores