Agência UFC

Ciências

Pesquisadores da UFC desenvolvem software para elevar produtividade da cultura da banana

O CND-Banana é fruto de pesquisa realizada em parceria com instituições nacionais e uma canadense e já está disponível de forma virtual e gratuita

A cultura da banana representa um importante mercado para o Ceará. Somente em 2019, o Estado produziu 406,3 mil toneladas da fruta, quantidade que o coloca na posição de sétimo maior produtor brasileiro, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Apesar do expressivo volume, o rendimento ainda é baixo em terras cearenses, sendo o 17º no ranking nacional. Entretanto, um software desenvolvido por pesquisadores da Universidade Federal do Ceará, em parceria com outras instituições brasileiras e uma canadense, pode ajudar a solucionar esse problema.

Conforme informações do IBGE, o Ceará possuía uma área colhida de 35 mil hectares em 2019 (dado mais recente divulgado), com um rendimento de 11,6 toneladas por hectare. Para se ter uma ideia, o vizinho Rio Grande do Norte, que contava, no mesmo ano, com apenas 7,7 mil hectares de área colhida ‒ quatro vezes e meia a menos que o Ceará ‒ garantiu 28,4 toneladas por hectare, alcançando assim a liderança brasileira em termos de rendimento.

O software elaborado por meio de um banco de dados obtido no Sítio Barreiras Fruticultura LTDA, em Missão Velha, propõe-se a melhorar as condições de cultivo da banana no Ceará. Trata-se do CND (Diagnose da Composição Nutricional, do inglês Compositional Nutrient Diagnosis), uma metodologia que utiliza modernas ferramentas matemáticas e estatísticas para definir o melhor balanço de nutrientes de uma determinada cultura agrícola.

Já disponível para utilização gratuita e on-line, o CND-Banana determina o conjunto de plantas mais produtivas e identifica qual o balanço nutricional adequado para essa elevada produção. “O software é destinado a todos os produtores de banana, a fim de que, com base em suas próprias análises, eles possam definir, através do programa, qual a melhor adubação para sua propriedade”, explica o professor visitante sênior da UFC, William Natale, que participou do projeto. Ele é docente permanente dos programas de Pós-Graduação em Agronomia (Fitotecnia e Ciência do Solo).

Foto de agricultor cuidando da plantação de banana
O software já está sendo utilizado no Sítio Barreiras Fruticultura LTDA, em Missão Velha, empresa que fez parceria com a UFC para a realização da pesquisa (Foto: Sítio Barreiras Fruticultura LTDA)

Segundo Natale, apesar da importância que a cultura da banana tem para o Ceará, até agora as recomendações de adubação vêm sendo realizadas com base exclusivamente na análise de solo, o que não dá conta de informar como se é possível alcançar o melhor rendimento para a produção da cultura. O robusto banco de dados que permitiu a criação do software considerou análises de solo, análises foliares e produção de frutos.

“Com a análise foliar, e o uso do balanço nutricional, ‘pergunta-se’ à planta o que está faltando ou sobrando em termos nutricionais, para que a cultura possa expressar todo seu potencial genético em relação à produção e à qualidade da fruta”, esclarece o professor.

A metodologia do CND já vem sendo utilizada em diversas culturas agrícolas no Brasil, a exemplo da goiaba, da manga, da uva, do arroz e da soja. No Ceará, a banana é a primeira contemplada com o software. O CND-Banana foi desenvolvido para terras cearenses, contudo, regiões que tenham condições similares de clima e solo também podem empregá-lo, informa o Prof. Natale, até que um programa semelhante seja desenvolvido para cada região.

Ele salienta que o CND-Banana é dinâmico. Ou seja, assim que novas análises de solo, folhas e a contabilização da produção forem sendo obtidos ao longo do tempo, esses novos dados podem ser incorporados ao software, atualizando-o.

PATENTE SOLICITADA

Para se chegar à elaboração do software, foram realizados estudos com dados coletados de 2010 a 2018, cedidos pelo Sítio Barreiras Fruticultura LTDA, empresa que, além do fornecimento das informações, ofereceu a dois alunos de pós-doutorado da UFC bolsas de estudo em determinado período do processo de desenvolvimento da pesquisa. Desta forma, foi consolidada uma parceria público-privada para a pesquisa.

Após concluído o software, foi solicitada a patente ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). “Pela nossa experiência com outros softwares, ela deverá ser
liberada em alguns meses. Independentemente disso, o programa já está sendo usado para melhorar o manejo da adubação dos pomares”, destaca o Prof. Natale, informando que o CND-Banana está em utilização no Sítio Barreiras, um dos parceiros do projeto.

Foto de uma bananeira
No Ceará, a adubação das plantações de banana vêm sendo realizadas com base exclusivamente na análise de solo. O software traz, além desta, análises foliares e de produção de frutos

Estão envolvidos na pesquisa, além do Prof. William Natale, o Prof. Márcio Cleber de Medeiros Corrêa, do Centro de Ciências Agrárias (CCA-UFC), e os pós-doutorandos do Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitotecnia da UFC Antonio João de Lima Neto e José Aridiano Lima de Deus. Participam também, por outras instituições, o Prof. Danilo Eduardo Rozane (Universidade Estadual Paulista – UNESP), o Prof. Eduardo Maciel Haitzmann dos Santos (Universidade Federal do Paraná – UFPR), o Prof. Léon Etienne Parent (Universidade de Laval – Canadá) e o engenheiro agrônomo Vagner Rodrigues Filho (Sítio Barreiras).

CULTURA DA BANANA NO BRASIL

A banana é uma das frutas mais consumidas do mundo, e o Brasil tem uma importância expressiva nesse mercado. Segundo a última atualização da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), com dados de 2018, o Brasil era o quarto maior produtor da fruta no planeta e o quinto em área cultivada.

Por outro lado, da mesma forma que a produtividade da cultura da banana no Ceará é baixa em relação à do País, o Brasil também apresenta resultados modestos no comparativo com o mundo. Conforme o Prof. William Natale, a produtividade brasileira está estagnada em torno de 15 toneladas por hectare nos últimos 50 anos, enquanto que, de 1968 a 2018, o mundo viu sua produtividade saltar de 11,7 para 20,2 toneladas. “Sem considerar a produtividade de países como Indonésia e Guatemala, com média nacional acima de 50 t/ha, conforme dados da FAO”, acrescenta o professor.

De acordo com ele, diversos estudos científicos têm buscado explicar as razões do mau desempenho nacional. “O manejo inadequado da adubação e a falta do monitoramento do estado nutricional dos bananais brasileiros são os principais fatores limitantes à produtividade, carecendo de ferramentas para o seu aprimoramento e que possibilitem melhores tomadas de decisão”, considera o professor.

PUBLICAÇÕES INTERNACIONAIS

A pesquisa para a elaboração do software foi divulgada, através de artigos científicos, em três conceituados periódicos internacionais. O artigo “Balance design for robust foliar nutrient diagnosis of ‘Prata’ banana” (“Desenho de equilíbrio para diagnóstico de nutrientes foliares robustos de banana-prata”, em tradução livre), foi veiculado na revista Nature Scientific Reports.

O artigo “Multivariate selection and classification of mathematical models to estimate dry matter partitioning in the fertigated Prata banana in the Northeast Brazil” (“Seleção multivariada e classificação de modelos matemáticos para estimativa da partição de matéria seca na banana-prata fertirrigada no Nordeste do Brasil”, em tradução livre) foi publicado em dos mais respeitados periódicos internacionais na área de Ciências Agrárias, o Field Crops Research. Por fim, o artigo “Nutrient Diagnosis of Fertigated Prata- and Cavendish- Banana (Musa spp.) at Plot-Scale” (“Diagnóstico de nutrientes de banana-prata e cavendish fertirrigadas (Musa spp.) em escala de lote”) foi publicado na Plants.

Fonte: Prof. William Natale, docente permanente dos programas de Pós-Graduação em Agronomia da UFC – e-mail: natale@ufc.br

Sérgio de Sousa 4 de maio de 2021

Assuntos relacionados

Hospedeiro de Trichogramma criado no Laboratório de Entomologia Aplicada (Foto: Viktor Braga/UFC) Agricultura: o uso de insetos no combate a pragas

Startup criada por estudantes da UFC oferece a vespa Trichogramma a produtores cearenses como forma de controle biológico

À esquerda, uma área de caatinga já degradada pelo pastoreio; à direita, uma área de restauração pela técnica de pousio (Foto: Reprodução) Criação prolongada de gado em modo livre acelera desertificação da caatinga, revela estudo

A pesquisa tem foco na análise do microbioma de solos que passaram por sobrepastoreio

Zoom em bactéria roxa, com formato cilíndrico, em fundo escuro Nanocristais de celulose podem reduzir atividade bacteriana em superfícies, aponta pesquisa

Com revestimentos feitos a partir dos nanocristais, pesquisadores conseguiram tornar inativas até 90% das células da bactéria E. coli