Agência UFC

Ciências

Pesquisadoras criam bebida funcional feita com água de coco e chá de hibisco

Invenção desenvolvida no Departamento de Engenharia de Alimentos da UFC foi reconhecida com patente pelo INPI; propriedades nutritivas e antioxidantes são destaque

Imagine uma bebida prática, refrescante, saborosa, visualmente atrativa e que, além disso, contém substâncias que proporcionam uma série de benefícios à saúde. Essas são algumas características de um invento desenvolvido no Departamento de Engenharia de Alimentos da Universidade Federal do Ceará. As pesquisadoras uniram a água de coco e o chá de hibisco ‒ ambos reconhecidos por suas propriedades nutritivas e antioxidantes ‒ para criar uma nova bebida funcional.

A invenção é intitulada “Bebida funcional de água de coco e chá de hibisco (Hibiscus sabdariffa L.)” e resultou na 21ª carta patente para a UFC, concedida no último dia 30 de novembro pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

Assinam a criação a Profª Lucicléia Barros Vasconcelos Torres, da UFC, e as pesquisadoras Jorgiane da Silva Severino Lima e Mazé Carvalho de Castro, ambas egressas do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos da UFC. O mesmo trio foi responsável por outra patente, referente a um revestimento que aumenta a vida útil de alimentos. Um artigo sobre a bebida criada foi publicado pela equipe no periódico International Journal of Gastronomy and Food Science.

HIBISCO

Lucicléia explica que suas pesquisas sempre prezam pelo desenvolvimento de produtos vegetais saudáveis. Ao pensar em uma nova bebida com as características desejadas, o hibisco surgiu como ingrediente adequado. Isso porque diversas pesquisas relatam benefícios associados ao consumo de produtos derivados dessa planta, especialmente o chá, feito com o cálice das flores da espécie.

Entre as propriedades atribuídas ao cálice do hibisco estão atividade antiobesidade e antidiabética, efeito antiespasmódico (prevenção de espasmos), atividade antibacteriana, antiparasitária e anti-inflamatória, efeito anti-hipertensivo, prevenção a doenças cardiovasculares, ao câncer de próstata e à leucemia.

“Naquela época [em 2014, quando surgiu a ideia da nova bebida] já havia algumas empresas que trabalhavam com sucos mistos, nos quais vários sabores de frutas eram contemplados. A mistura entre chá e fruta nos pareceu atrativa e inovadora. Dessa forma passamos a pensar em uma outra matéria-prima vegetal que pudesse complementar os benefícios do hibisco e que nos ajudasse a formular uma bebida com características sensoriais de sabor atrativas e que também agregasse um ótimo potencial antioxidante”, explica a Profª Lucicléia.

ÁGUA DE COCO

A partir de então, várias frutas foram testadas ‒ abacaxi, cajá, caju, maracujá, até finalmente chegar ao coco. Um dos benefícios da água de coco é a capacidade de repor eletrólitos em função de sua composição química, que a torna nutritiva e com sabor e aroma agradáveis. Também é considerada uma excelente fonte de potássio, componente importante para a capacidade de contração muscular, sendo por isso uma aliada de esportistas e atletas que necessitam da reposição desse mineral.

Copo de água de coco em primeiro plano; atrás há dois cocos, sendo um aberto e outro fechado
Entre os benefícios da água de coco está a capacidade de repor eletrólitos em função da sua composição química, tornando-a nutritiva e com sabor e aroma agradáveis (Foto: Shutterstock)

Durante os testes, percebeu-se também que a associação com o hibisco poderia ser interessante para “camuflar” a mudança de coloração que a água de coco sofre quando submetida à pasteurização e que deixa a bebida menos atrativa visualmente. Além disso e da junção das qualidades nutricionais da água de coco e do hibisco, levou-se em conta ainda a grande produção de coco na região Nordeste, o que significa matéria-prima abundante para a nova bebida.

Segundo Lucicléia, os testes mostraram que a mistura contendo 70% de chá de hibisco e 30% de água de coco ‒ passando por um processo de produção em várias etapas ‒ é a formulação mais adequada da bebida mista, por apresentar melhor equilíbrio entre as características sensoriais e químicas.

BENEFÍCIOS

Os resultados apontam que a bebida oferece cerca de 53% das necessidades diárias (100 miligramas) de vitamina C. Segundo os pesquisadores, outros estudos têm demonstrado que os compostos fenólicos, entre eles os flavonoides, extraídos do vinho tinto, do suco de uva e dos chás, podem agir na prevenção de algumas doenças, como, por exemplo, a aterosclerose. Por isso, eles preveem que a bebida mista de chá de hibisco e água de coco também pode apresentar esse potencial, já que possui expressiva quantidade de polifenóis.

Infográfico explicando as etapas para a produção da bebida mista de chá de hibisco e água de coco
Segundo as criadoras, a bebida desenvolvida fornece ao consumidor a possibilidade da ingestão de uma boa quantidade de antioxidantes e, consequentemente, de compostos bioativos (Imagem: Divulgação)

Outro fator positivo é que os flavonoides chamados antocianinas ‒ corantes naturais que dão coloração roxa e avermelhada a muitas frutas e flores ‒ são compostos antioxidantes fortemente presentes no hibisco. Essas substâncias podem inibir ou diminuir a taxa de oxidação de outras moléculas, evitando assim a propagação da reação em cadeia do radical livre com biomoléculas e prevenindo eventuais danos e distúrbios no corpo humano.

“A bebida desenvolvida pode fornecer ao consumidor a possibilidade da ingestão de uma boa quantidade de antioxidantes e consequentemente de compostos bioativos. Sabe-se que os compostos fenólicos apresentam boa atividade antioxidante, sendo capazes de sequestrar os radicais livres para formar compostos mais estáveis”, pontua Lucicléia. Por enquanto, ainda não há previsão de produção comercial da bebida.

Fonte: Profª Lucicléia Barros, do Departamento de Engenharia de Alimentos – e-mail: lucicleia_barros@ufc.br

Marcos Robério Santo 21 de dezembro de 2021

Assuntos relacionados

Abelha coletando néctar de uma flor hermafrodita de um meloeiro do tipo cantaloupe (Foto: Grupo de Pesquisas com Abelhas/UFC) Como abelhas distinguem flores de diferentes tipos de meloeiro

Pesquisa mostra o que atrai ou repele as abelhas para flores de cinco tipos comerciais de meloeiro, com impacto direto na produção de frutos

Tigelas com chá-verde e chá verde encapsulado (Foto: Ribamar Neto/UFC) Os benefícios do chá-verde encapsulado

Pesquisadoras desenvolvem cápsulas do chá-verde com todos os benefícios da bebida; novo produto é mais eficiente e não possui gosto marcante

Jovens pesquisadores em bancada de laboratório, manuseando frascos (Foto: Ribamar Neto/UFC) Como tornar a produção de medicamentos mais sustentável

Pesquisadores da UFC estudam formas de mudar o processo de produção de medicamentos já existentes para adaptá-los à chamada química verde